sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

É UM TAL DE VEM CÁ MEU BEM





Era um gato branco com laço preto
Um gato preto com laço branco
Era um gato ruivo com laço verde
- não existem, gatos verdes nem laços ruivos -
Mas, o gato olhava a lua
E a lua olhava o gato
Eram nuvens pesadas de chuva
E chuva levinha, como nuvem caindo
Era o povo correndo da chuva
E a chuva correndo com o vento
Era o vento secando ao sol
E o sol calorento, buscando vento
O vento passa depressa; bate a porta
Pela porta aberta descuidada, bate o vento
Se correr, o bicho pega,
Se pegar, o bicho para,
Não corre, que eu te pego,
Não foge, que eu te busco
Não me pega, que eu derreto...

Vera Celms
Licença Creative Commons
É UM TAL DE VEM CÁ MEU BEM de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
#poesiainfantil #poesia #literaturainfantil #literatura #infantil #escrita #escritora #lambendoatigela

Nenhum comentário:

Postar um comentário