segunda-feira, 20 de outubro de 2014

SAGACIDADE





Quem disse que,
quem é o maior tem de ser o melhor?
que tamanho é documento?
que quem não chora (mia) não mama?
Cada um dá o jeito que pode
Mama quem é o melhor,
Quem tem fome dá um jeito,
Ainda que o leite esteja longe,
a boca encontra...
E não é só o leite, mas o mingau,
o lanchinho, a fruta,
o prato de arroz, feijão e bifinho,
O mais forte, mais esperto, mais astuto, sobrevive...
Sobrevivência é não é questão de sorte,
Mas de estratégia,
Quem é mais sagaz, vai mais longe, certamente...
Já dizia meu avô: barata viva, não atravessa galinheiro!!! ...

Vera Celms
Licença Creative Commons
SAGACIDADE de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

VIZINHA CARECA





Tinha uma vizinha careca,
Que espiava pela janela,
De dia ou de noite, a careca espiava,
Pelo canto da janela, cortina puxada,
Eu ia e vinha, e a careca vigiava,
Eu vinha e voltava, e a careca só olhava,
Acho que se a casa pegasse fogo,
A careca ficaria na janela colada,
Se a casa desmoronasse, lá estaria ela...
Um dia tomei coragem
e fui pra perto da janela dela...
Fui espiar, sondar, entender,
E qual não foi minha surpresa,
Não era a vizinha careca,
Era cabaça, não cabeça,
Era um enfeite no canto da sala,
Onde a cortina ficava montada,
Não tinha boca, nem olhos, nem cabelo,
Não tinha graça nenhuma,
Mas devia saber tanta coisa!
Afinal, ela morava naquele canto,
A vida inteira...

Vera Celms
Licença Creative Commons
VIZINHA CARECA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.