domingo, 26 de maio de 2013

VOVÔZINHO





Me ensinou a andar
Guiou meus primeiros passos
Me carregava de cavalinho
Nos ombros
Fazia cavalinho de pau
A mão
Imitava o galope do cavalo
Com a boca
Me ensinou a fazer pipa
Carrinhos de rolimã
Me ensinou a jogar bafo
A cantar, a jogar bola, de vidro também
Levou-me ao estádio
A pelada,
Ao Zoológico e ao Parquinho
Foi meu amigo de sempre
O melhor amigo de um menino
Como eu amo meu Avô...
Meu melhor amigo de sempre...

Vera Celms
Licença Creative Commons
VOVÔZINHO de Vera Celms é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

domingo, 19 de maio de 2013

PATINHO DE BORRACHA










Brinquedo de casa
Brinquedo de rua
Brinquedo na loja
Na minha casa ou na sua
Brinquedo de terra
Brinquedo de água
Brinquedo que voa
Corda, linha, controle remoto
Asa, haste, roda
Brinquedo que cabe todo mundo,
é brinquedo de parque
ou brinquedo de vídeo
Eletrônico, elétrico, fricção
Não importa se é bola, carro, pipa
Não importa se é de madeira,
De couro, de metal,
Brincar na sala, na rua ou no quintal
No mar, na piscina, na banheira,
Ai... que saudade do meu patinho de borracha!!!

Vera Celms
Licença Creative Commons
PATINHO DE BORRACHA de Vera Celms é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

sábado, 11 de maio de 2013

MAMÃEZINHA MINHA

PEDE PARA O PAPAI IMPRIMIR PRA VOCÊ, E DÊ DE PRESENTE PARA MAMÃE!!!




Mamãe, mamãe, mamãezinha...
Que ganhei de presente do céu
Coberta um dia por fino véu,
Menina, noiva, mulher,
Ventre crescido de mim
Colo repleto enfim,
Eu, pequeno ser  por você esperado
E por você sempre amado
Mãe, mamãe, mamãezinha minha
Se eu tivesse dez vidas,
Queria de novo,  
o teu colo que me aninha...

Vera Celms

domingo, 5 de maio de 2013

DOMINGO, BORA BRINCAR?




Domingos, dias festivos!
Dias em que a família acorda tarde
Mas, dorme cedo
Dia de parque
De feira, de pastel...
Dia de tomar café com calma
De almoçar tarde
Dias em que as tardes não deviam acabar
E as manhãs deviam se prolongar
Dias em que a cama nos expulsa pra brincar
E nos recolhe, contra vontade, pra descansar
Domingos são dias especiais
Em que vamos passear
Longe ou perto, brincar é certo,
Dia de piscina, lagoa e mar,
Dia de piquenique e de lanchar
Dia de tomar sorvete
De algodão-doce, e balões coloridos
E sorrisos iluminados
Domingo, devia ser todo dia...
É só felicidade...

Vera Celms